Pesquisa empírica em direito empresarial

Já foi enfatizado neste blog (ver aqui e aqui) que o ensino do direito no Brasil deveria superar o seu apego predominante a formalismos da dogmática jurídica de origem oitocentista e incorporar, com maior amplitude, a dimensão dos estudos empíricos no campo do direito.

Um exemplo de pesquisa empírica recentemente divulgada e aplicada ao Brasil é o trabalho sobre governança corporativa, dos autores Bernard S. Black (Univ. Texas), Antonio Gledson de Carvalho (FGV) e Érica Gorga (GV-law), disponível aqui (via L&D).

Neste trabalho, os autores investigam características de governança corporativa a partir da problemática definida pela medida (conhecida como “Tobin’s q“) das relações entre o valor de mercado de sociedades anônimas e o seu valor de substituição (patrimonial), utilizando medidas empíricas reunidas em um índice quantitativo que designam como Brazil Corporate Governance Index (BCGI).

Seu problema de pesquisa envolve a questão sobre se deve ser aceita a tese de que práticas de “boa” governança devem seguir um padrão universalmente válido. Sua resposta é negativa. A conclusão a que o trabalho chega é que devem ser admitidas variações em regras sobre a estruturação da governança corporativa.

Para os interessados nessa área de pesquisa (direito empresarial e governança corporativa) é um trabalho que vale a pena ser lido e debatido.

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

Ver neste blog a matéria correlata:

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: